Diário de Bordo da Bolívia

Aí a gente tava na Igreja começando a EBF e começa a chover. Chover muito. as crianças ficaram agitadas e nós também. Um raio caiu ali por perto e acabou a energia. Não havia mais microfone, teria que ser tudo na garganta. A igreja tem eco, e são crianças.Bate aquela ansiedade né?

Quando a Queila Valentim Martins começou contar a história em espanhol, ela perguntou para as crianças sobre a chuva. Quem manda a chuva? “Dios! ” eles responderam em uma voz.

Nessa hora, no meu coração, a chuva “atrapalhando” a EBF não condizia com a soberania de Dios. Por que?

Até que uma menina de oito anos interrompeu a Queila e disse: “Está lloviendo porque Dios está llorando. El está llorando de alegría porque estamos todos juntos aquí”

Aí eu me lembrei de Jesus.

E Jesus, chamando uma criança, colocou-a no meio deles.
E disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos tornardes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus.
Portanto, aquele que se humilhar como esta criança, esse é o maior no reino dos céus.
E quem receber uma criança, tal como esta, em meu nome, a mim me recebe.

Mateus 18.3-5

Por: Luiz Fernando dos Santos